Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Inovação e Criatividade

Carta da Indústria Mineira pela Inovação

Fiemg

Os empresários industriais mineiros reunidos no Congresso Empresarial de Inovação estabelecem o seguinte posicionamento:

• A mobilização das empresas constitui elemento fundamental na transformação do conhecimento em produção de bens e serviços de intensidade tecnológica e de maior valor agregado. Por este motivo, a inovação deve, necessariamente, ser pensada de forma sistêmica, envolvendo os diversos setores da empresa. É preciso, sempre, lembrar que “não inovar” representa um grande risco para a competitividade das empresas no futuro;

• Deve ser evidenciada, sempre, a importância da relação empresa-universidade no sentido de promover e desenvolver inovações, com maior impacto nos produtos e processos da indústria. É necessário mobilizar esforços de forma que compatibilize interesses de ambos os atores, criando energia e potencializando sinergias;

• Brasil e Minas Gerais apresentam um histórico de atraso no desenvolvimento de bens de alto valor agregado em relação aos principais países desenvolvidos – o que reforça a importância do desenvolvimento de colaborações e sinergias, por meio do investimento em inovação por parte de todos os atores do Sistema Brasileiro de Inovação;

A sobrevivência das empresas em um mercado cada vez mais competitivo e integrado mundialmente configura-se como uma das principais motivações para que invistam em inovação.

As conclusões dos empresários participantes do Congresso de Inovação destacam, ainda, aspectos que exigem a realização de uma cruzada em busca do desenvolvimento tecnológico. São os seguintes:

• O crescente desenvolvimento tecnológico e de ferramentas gerenciais que impõem novas configurações de negócio e incrementos ao longo de toda a cadeia de valor - inovações tecnológicas, inovações em serviços, em processos gerenciais e produtivos;

• A consolidação de mercados cada vez mais exigentes condicionam ciclos de vida de produto cada vez mais curtos e novas formas de acesso e interação com consumidores;

• A necessidade de atender normas e legislações nacionais e internacionais, especialmente relacionadas à sustentabilidade representa, a um só tempo, desafios e oportunidades para que soluções inéditas sejam oferecidas, em termos de produtos, processos, modelos de negócio e novas empresas.

A partir das demandas apresentadas pelos empresários presentes ao Congresso Empresarial de Inovação propõem-se as seguintes diretrizes prioritárias para promover a inovação na Indústria do Estado de Minas Gerais:

• Implementar ações que fortaleçam o sistema de inovação mineiro e nacional, intensificando o diálogo e a interação entre empresas, gestores de C,T&I, IES e ICTs e órgãos de governo na busca de propostas para assegurar a competitividade da indústria do Estado;

• Promover o desenvolvimento de competências e a capacitação em diversos níveis para tratar a inovação e o empreendedorismo de forma estratégica e continuada, visando à constituição de recursos humanos capacitados para buscar soluções originais para os desafios da economia. Essas medidas estão relacionadas à formação profissional e à implementação de atividades de pesquisas e desenvolvimento alinhadas com a real demanda do mercado;

• Promover uma cultura de inovação nas empresas, demonstrando a importância do desenvolvimento de produtos e serviços com maior valor agregado para propiciar a competitividade interna das empresas e a integração territorial das cadeias de produção. Com o propósito de conscientizar empresas e empresários sobre as oportunidades de inovação, bem como apresentar exemplos de resultados práticos, recomenda-se divulgar as experiências já realizadas a partir do financiamento público e promover a troca dessas experiências entre empresários;

• Estabelecer estratégias para facilitar o conhecimento e o acesso aos recursos públicos disponíveis para a inovação; propiciar a participação e colaboração dos empresários na definição dos editais e na orientação dos recursos para a inovação provenientes dos órgãos públicos;

• Promover o desenvolvimento de uma visão de futuro da inovação, de forma a posicionar Minas Gerais como território estratégico no contexto nacional e internacional, por meio da elaboração de planos de inovação que incluam as demandas da indústria mineira.

Inovação e desenvolvimento tecnológico é missão de todos: empresas, prioritariamente; governos, em suas diversas instâncias; universidade e institutos e centros de pesquisa e conhecimento.

Ao final do Congresso, emergiu como meta do setor industrial ampliar a mobilização empresarial no sentido de elevar significativamente a aplicação de recursos privados em pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

O setor empresarial reconhece que o papel principal é de responsabilidade das empresas, mas também é verdade que uma cruzada pela inovação pressupõe forte parceria entre o setor privado, o poder público e os centros geradores de conhecimento. É assim que funciona em países que se destacam por sua capacidade inovadora, com forte apoio governamental, compartilhando riscos, geralmente altos, e com ampla participação das empresas.

Como elemento catalisador dos esforços da indústria mineira em busca do aumento de sua taxa de inovação, a FIEMG integra-se ao MEI - Mobilização Empresarial pela Inovação, movimento instituído pela Confederação Nacional da Indústria com o objetivo de apoiar empresas e empresários no objetivo de fazer da inovação e do desenvolvimento tecnológico uma destacada prioridade da indústria.

Belo Horizonte, 06 de outubro de 2010.

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – FIEMG

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo