Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

Interação entre Capital Intelectual e Ciência da Decisão

Mauri Fortes

Diretor geral do IETEC

Revista IETEC

Você é ou gostaria de ser um empreendedor ou um gestor, com capacidade de tomar decisões em nível estratégico?  Este ensaio se propõe a efetuar uma abordagem simples e direta ao tema de decisão em gestão.

José Eustáquio, um funcionário da empresa em que eu trabalhava, certa vez fez-me a seguinte pergunta: - Por que os professores ganham mais que eu, secretário de atendimento, se eu trabalho tanto ou mais que eles? A resposta que lhe dei foi: _Com pouco treinamento, os professores podem fazer o seu serviço. E você, poderia fazer o deles? 
A minha resposta não era criativa. Eu apenas definia o que era Capital Intelectual de uma empresa, de forma simples. Vamos exemplificar ainda mais.
Se você tiver habilidades importantes para sua empresa, que outros funcionários não tenham, ou que sejam essenciais, você tem, por meio dessas habilidades, um capital intelectual. Se alguém fizer um bom treinamento – um programa de MBA, por exemplo – ele adquirirá um capital intelectual maior e terá seus benefícios. 
O capital intelectual pode se situar nos aspectos operacionais, táticos ou estratégicos. Os aspectos operacionais possuem relação com as funções do dia a dia, de gestão funcional da empresa:- secretaria, manutenção, gestão direta etc. Os aspectos táticos referem-se às funções do dia a dia, com uma visão de tempo maior (semanas, meses), ou seja, quase estratégica. É o caso de coordenadores, projetistas, engenheiros etc. Os aspectos estratégicos referem-se a funções de projeção do desenvolvimento ou modificação operacional da empresa, visando otimizar lucros e diminuir custos, melhorando o atendimento a clientes, implantando novas ideias, aumentando a eficiência empresarial operacional (local ou global), estabelecendo normas de interação com setores de marketing, vendas, novos produtos etc.
Em quais dos aspectos acima você se encaixa ou gostaria que se encaixasse seu capital intelectual? Vamos tratar especificamente do seu caso, supondo que ele seja o mais simples.
Dentre as habilidades que você pode ter, existem as associadas à sua capacidade de gestão, ou seja, de comandar de maneira eficiente a execução de tarefas e objetivos empresariais. Você pode optar por ser um gestor exemplar em diversas áreas empresariais e ter uma carreira de sucesso. Mas, você, se quiser, pode ir além. Pode ajudar a tomar decisões empresariais e avançar sua carreira nesta direção. Neste caso, o treinamento requer um pouco mais de massa cinzenta, mas, o resultado é muito gratificante.
Existem dois tipos de raciocínio usados para solucionar problemas empresariais ou seus próprios: o raciocínio lógico e o raciocínio matemático.  Não pense em raciocínio matemático como sendo conhecer matemática e seus problemas.
Resolva o seguinte problema de lógica: - Os habitantes da cidade de JAMAIS, jamais falam a verdade. Os habitantes da cidade de SEMPRE, sempre falam a verdade. Você encontra um destes habitantes na rua e precisa saber se ele é de JAMAIS ou de Sempre. Seu objetivo é fazer uma única pergunta, que será respondida com um seco sim ou não, de modo a saber de qual cidade o interlocutor é habitante. Por exemplo: - Você é de JAMAIS? Se o interlocutor for de JAMAIS, ele responderá não; se for de SEMPRE, ele também responderá não.
Resolva, agora, o problema simples de matemática:- Três colegas vão a um restaurante e a conta foi de 25 reais. Cada um dá uma nota de 10 reais e decidem dar 2 reais de gorjeta para o garçom. Assim, cada um recebe de volta um real. Uma vez que cada um pagou nove reais, houve o pagamento de 9x3 = 27 reais e, contando mais dois para o garçom, gastaram 29 reais. Para onde foi o real que falta?
Se você não resolveu os exemplos acima e tiver a ideia de que o que manda é a inteligência, prefiro passar para você uma maneira de aumentar a inteligência (Inteligência também é memória cristalizada). Assim, se você aprender uma nova língua, uma nova atividade ou aplicar técnicas de Ciência da Decisão, você irá numa direção segura.
Vamos terminar com o assunto mais importante deste pequeno ensaio, que terá continuação.
Ciência da Decisão (CD) é o estudo de como as pessoas tomam decisões, principalmente sob condições de informações incertas. É, também, a coleção de técnicas que dão suporte à análise de problemas de decisão. A CD se aplica a você, quer em sua vida pessoal, quer empresarial. Faz com que você raciocine de forma lógica e matemática, sem precisar estudar matemática.
Para tomar excelentes decisões, você precisa aprender a definir alternativas, avaliar os possíveis impactos das alternativas, determinar os valores ou preferências que formam a base da decisão e avaliar as alternativas.
Que tal aprender a tomar decisões boas para nós e para a nossa empresa?

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo