Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

Conectando o gerenciamento de projetos ao gerenciamento de pessoas

Italo Tiago de Castro Lopes | Thalita Laura Ribeiro dos Santos

 Pós graduados em Gestão de Projetos pelo IETEC.

1 INTRODUÇÃO

O gerenciamento de projetos pode ser considerado atualmente como uma profissão em constante ascensão no mercado de trabalho, pesquisas revelam que os novos modelos de gestão das organizações, com estruturas cada vez mais enxutas e com foco em resultados rápidos e eficazes, fazem com que o gerente de projetos seja um dos profissionais mais procurados. E por se tratar de uma profissão onde existe um campo amplo de atuação, o gerente de projetos pode atuar em qualquer área onde os projetos estejam presentes, seja na área industrial, energética, educacional, civil, esportiva e cultural, pública ou particular. Toda essadiversidade de possibilidades reflete diretamente nos diferentes perfis em atuação deste profissional no mercado.

2 REVISÃO DE LITERATURA

De acordo com o Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos - Guia PMBOK® (2008)“o gerente de projetos é a pessoa designada pela organização executora para atingir os objetivos do projeto”. O guia aponta que o gerenciamento de projetos eficaz requer que o gerente tenha as seguintes três características: conhecimento, desempenho e pessoal. O conhecimento refere-se ao que o gerente de projetos sabe sobre o assunto, incluindo as nove áreas de conhecimento (Integração, Escopo, Tempo, Custo, Qualidade, Recursos Humanos, Comunicações, Riscos e Aquisições); o desempenho refere-se ao que o gerente de projetos é capaz de realizar enquanto aplica seu conhecimento, e a característica pessoal refere-se ao comportamento do gerente de projetos na execução do projeto ou de alguma atividade relacionada.

Neste sentindo, o presente artigo visa promover uma breve reflexão sobre uma das diversas características pessoais necessárias ao gerente de projetos, pois, embora a profissão exija conhecimentos e habilidades específicas com as práticas de gerenciamento de projetos, seria um enorme equívoco deixarmos para segundo plano as competências comportamentais necessárias a este profissional.

As competências comportamentais que fazem do profissional um gerente de projetos de sucesso são diversas, no entanto a revisão de literatura neste campo permite inferir que a capacidade de criar conexões pode ser considerada fator chave de sucesso no gerenciamento de projetos dentre todas as competências pesquisadas.

Não é novidade afirmar que a maior parte dos problemas em um projeto não estãorelacionadas somente aos problemas técnicos. Devido a especificidade da profissão, existe uma equivocada percepção de que o gerente de projetos deva ser necessariamente um especialista técnico no assunto, no entanto vários estudos já comprovaram que apenas a habilidade e o conhecimento técnico não garante o sucesso do gerenciamento de projetos, fazendo aumentar a preocupação de profissionais, estudiosos e executivos em relação ao perfil mais adequado ao gerente de projetos para melhor desempenho de suas funções, uma vez que o sucesso desejado no projeto está relacionado diretamente a performancedeste profissional.

Então, o que pode fazer do profissional um grande gerente de projetos? Como já foi citado, não é necessariamente a competência técnica, pois além da habilidade de montar uma equipe de pessoas tecnicamente capacitadas para executar as tarefas e obter resultados, o maior desafio do gerente de projetos é gerenciar todas as pessoas envolvidas no processo, ou seja, todos os stakeholders do projeto, bem como clientes, patrocinadores, equipe, fornecedores, governo, mídia e etc.

Neste sentindo, Camarini e Sousa ressaltam que “um gerente de projetos trabalha fundamentalmente em equipe. Portanto, pessoas com poucas habilidades de relacionamento interpessoal não são bons candidatos a exercerem este papel.” (CAMARINI; SOUSA, 2006, p.187)

Se começarmos a descrever, idealmente, quais são as habilidades comportamentais esperadas pelo gerente de projetos para o adequado desempenho de suas funções, podemos correr o risco de descrever umsuper profissional, distante da realidade praticada, o que não é nossa intenção.Uma pesquisa realizada por Camarini e Sousa com vinte e três profissionais de diferentes ramos de atividades atuantes na área de gerenciamento de projetos constatou que as habilidades divulgadas pela literatura são bastante semelhantes, entretanto, tais habilidades fazem parte de um perfil teórico, sendo difícil reuni-las em um único profissional. (CAMARINI; SOUSA, 2006)

No entanto, como o gerente de projetos faz parte de um contexto no qual estão envolvidos diversos elementos e realiza diferentes interfaces, podemos considerar como pré-requisito deste profissional a capacidade de lidar com todas essas diversidades.

De acordo com Ricardo Vargas (2010), o que faz um grande gerente de projetos é a capacidade de ser o maestro da orquestra, ou seja, é fundamental para o gerente do projeto saber de que forma as habilidades técnicas representadas por cada membro da equipe podem se ajustar para atender o objetivo final do projeto.

O Guia PMBOK® (2008) descreve importantes habilidades interpessoais do gerente de projetos, tais como: liderança, desenvolvimento de equipe, motivação, comunicação, influência, processo decisório, conhecimento político e cultural e negociação.

A maior parte dos estudos relacionados ao tema apontacomo uma das principais características do gerente de projetos a habilidade de liderar, embora as pesquisas considerem outras habilidades comportamentais, a liderança é a competência mais citada ao tentar definir o perfil mais adequado ao gerente de projetos.

Não temos a intenção de definir o conceito de liderança, pois existem excelentes definições de diversos autores e estudiosos do assunto, no entanto é possível concluir através das pesquisas realizadas que liderar é a capacidade de influenciar e conduzir pessoas na busca dos resultados almejados.

Em termos gerais, podemos considerar a liderança como um conjunto de características, e entre todos os atributos inerentes ao líder, está a capacidade de perceber, entender e compreender as aspirações, expectativas, anseios e desejos de seus liderados.(ERVILHA, 2008)

Uma vez que liderança está diretamente relacionada às pessoas, podemos considerarentão a capacidade de estabelecer conexõesa característica mais importante entre todas as outras, pois ogerente de projetos não lida apenas com seus liderados, mas com todas as partes interessadas do projeto.

A capacidade de estabelecer conexões está diretamente relacionada ao grande número de interfaces que o gerente de projetos realiza e a maneira de como é conduzida a integração entre todas as partes interessadas, de forma a obter êxito no resultado do projeto.

3 CONCLUSÃO

Pode-se afirmar que a capacidade de estabelecer conexões seja o grande desafio do gerente de projetos, pois para conseguir se conectar com as pessoas, o profissional precisa manter a equipe unida, apesar de fazer parte dela pessoas com habilidades e temperamentos distintos, e a forma como se dão essas interações influenciará diretamente no sucesso ou fracasso do projeto.

Para estabelecer conexões eficazes é necessário que o gerente de projetos interaja com a equipe, promovendo relações amigáveis e fazendo com que cada um procure cooperar com o outro, e possua habilidade para lidar com os desejos, anseios, motivações e interesses de todos os envolvidos, adequando as necessidades de cada umàs exigências da situação.

A capacidade de estabelecer conexões é a habilidade de lidar de maneira eficaz com relações interpessoais, pois mais do que compreender e entender os interesses de cada um, o gerente de projetos precisa ajustar estes sentimentos em prol do objetivo final do projeto.

Não temos a intenção de traçar o perfil ideal do gerente de projetos, este artigo trata-se de um trabalho inicial e sem cunho científico, que visa apresentar uma das possíveis características que torna o gerente de projetos um profissional mais respeitado e valorizado diante um mercado de trabalho tão competitivo e dinâmico.

4 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

CAMARINI, Gládis; SOUSA, Valter João. As habilidades do gerente de projetos: um fator de sucesso para as organizações. REAd – Edição 52, v.12,n. 4, jul/ago. 2006. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/read/article/viewFile/40103/25562 Acesso em 20 Ago. 2013.

ERVILHA, A. J. Limão. Liderando equipes para otimizar resultados. São Paulo: Nobel, 2008.

GUIA PMBOK. Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos. Quarta edição. Project Management Institute. São Paulo: Saraiva, 2012.

VARGAS, Ricardo. Videocast - O Perfil Profissional do Gerente de Projetos. 9 de junho de 2010. Disponível em: http://www.ricardo-vargas.com/pt/videos/143/ Acesso em: 20 ago. 2013.

 

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo