Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Mineração

Computação gráfica aplicada à mineração

Bek Nader

Engenheiro de Minas

A expressão "computação gráfica" nos leva muitas vezes a imaginar de imediato a utilização de sistemas CAD exclusivamente, dentre os quais, sem dúvida, podemos citar o AutoCAD, produzido e distribuído mundialmente pela empresa americana Autodesk. No entanto , sistemas CAD têm uma aplicação limitada nas atividades de mineração, por faltar aos mesmos a capacidade de armazenar, representar e quantificar aquilo que para nós é de fundamental importância, ou seja, os atributos de qualidade (teores, tipos litológicos, densidades etc) inerentes a cada bloco tecnológico, o que em última instância é o que importa para obtenção dos resultados de reservas, planejamento de lavra e controle da produção.

Por outro lado, os sistemas tipo CAD foram (e ainda são) grandes promotores tecnológicos que nortearam o desenvolvimento da atual geração de pacotes integrados aplicados à mineração, notadamente os mais avançados, como por exemplo o sistema microLYNX Plus. A tecnologia de representação das imagens gráficas (o forte dos sistemas CAD) é feita utilizando-se a técnica de vetorização das imagens, de forma a se representar estruturas complexas em nível de geologia e cavidades de mina, via processamento de vetores. Tal tecnologia é hoje padrão de fato, até porque não parece haver nada melhor do que vetores para a representação de entidades tão distintas quanto perímetros geológicos, pés, cristas, curvas de nível, entre outras.

Por seu lado, a representação dos atributos de qualidade acima mencionados parece casar perfeitamente com a tecnologia "raster", que consiste em se ter blocos regulares discretizando uma determinada área, através da atribuição destes valores de qualidade aos centróides de cada bloco (também chamados de "grids" quando a situação é puramente bidimensional).

A tecnologia "raster" é de longa data dominada pelos sistemas integrados para a mineração. O que se observa hoje, todavia, é uma integração intensa e consolidada das tecnologias acima mencionadas, objetivando fornecer aos sistemas de mineração recursos gráficos compatíveis com os mais avançados sistemas CAD e, ao mesmo tempo, poder de processamento "raster" necessário à representação de quaisquer tipos de modelagens numéricas. O resultado final, quando o projeto do sistema é bem sucedido, significa para seus usuários grande disponibilidade de recursos gráficos acoplada à simplicidade de utilização, grande rapidez no aprendizado dos sistemas e capacidade adequada aos processamentos numéricos necessários.

Os tipos de hardware e sistemas operacionais também são importantes, porém, com a atual tecnologia disponível tanto em computadores pessoais quanto em estações de trabalho, o que mais importa é a qualidade e os recursos dos sistemas, pois o poder de processamento já é abundante em qualquer plataforma. Evidentemente, existem casos em que esta ou aquela plataforma será mais indicada, o que, contudo, apenas aumentará ainda mais o poder computacional disponível aos usuários.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo