Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Gestão de Projetos

Gestão de Projetos II

Fernanda Filizzola Mattos de Santos

Analista de Sistemas, pós-graduada em Gestão de Projetos pelo IETEC

1) Introdução:
O atual cenário globalizado, onde as organizações estão inseridas sofrem efeitos da concorrência excessiva, da crescente exigibilidade dos clientes e da expectativa ilimitada dos usuários finais. Nesse contexto, se sobressaem e obtêm sucesso, as organizações que sabem gerenciar seus recursos, habilidades, pessoas e tecnologias baseadas em métodos bem fundamentados.

Visando se manterem competitivas no contexto mercadológico acima descrito, não só é necessário fazer das organizações modelos de gestão baseados na tecnologia que a informática apresenta, mas também obter e manter uma forma eficaz de utilizar os recursos disponíveis para a empresa, de modo a beneficiá-la. Dentre os recursos mais valiosos para as organizações, estão as formas de tratamento, processamento e armazenagem das informações e demais recursos estratégicos para o sucesso dos projetos.

A aplicação e aperfeiçoamento constantes da ferramenta tecnológica de Gestão de Projetos, permite às empresas serem capazes de gerir seus recursos mais estratégicos: tempo, custo, mão de obra e conhecimento. A disciplina de Gestão de Projetos tem evoluído de forma diferenciada e destacada, e atribuído capacitação crescente às organizações que adotam essa disciplina como ferramenta de trabalho.

Tendo a sua popularização iniciada nos anos 60, com os programas espaciais norte-americanos, as técnicas de gestão de projetos consolidaram-se, inicialmente aplicadas à indústria petrolífera, química e da construção. Hoje sua aplicação estende-se muito além desses setores, atuando como referência para o alcance do sucesso esperado nos negócios.

Atualmente, a Gestão de Projetos vem evoluindo com rapidez, inclusive recebendo a consideração da ciência distinta. O movimento, liderado pelo PMI - Project Management Institute, produziu o Guia dos conhecimentos sobre a administração de Projetos, e neste Guia PMBOK, contempla-se a base de conhecimentos destinada à atribuição de sucesso e eficácia aos processos de gestão de projetos.


2) Critérios de Sucesso em Gestão Projetos
A obtenção do sucesso de um projeto é um grande desafio, por envolver uma variedade de adversidades que podem dificultar ou mesmo impedir o alcance dos resultados desejados dentro dos critérios e restrições definidas. Inúmeros contratempos podem ocorrer no desenvolvimento e nos diversos processos de um projeto, os quais devem ser trabalhados e minimizados pela metodologia de gestão de projetos adotada.

Uma boa gestão de projetos reduz a chance de insucessos em projetos nos quais ela seja efetivamente aplicada, propiciando retornos financeiro e moral positivos, bem como o constante aprimoramento dos resultados alcançados. Dessa forma, a aplicação da gestão de projetos nas empresas é considerada um grande diferencial.

Aplicar técnicas de gestão de projetos não é tarefa fácil, mas sendo devidamente adotada pode trazer benefícios para a empresa, além de contribuir para o planejamento e monitoração dos projetos, identificando possíveis fraquezas tanto dos processos e métodos adotados, quanto das pessoas e da organização.

A aplicação das técnicas de gestão de projetos permite obter maior compromisso dos envolvidos no projeto. A aplicação de uma metodologia de gestão desde o início do projeto viabiliza o envolvimento e atuação dos participantes. também em relação a esse processo. Aliada à adoção de uma metodologia de gestão de projetos, deve-se definir e comunicar prioritariamente os objetivos propostos pelo projeto em questão, de modo a alinhar os esforços do time num único sentido.

Visando reforçar o compromisso e a energização da equipe envolvida no sentido de se atingir os objetivos estabelecidos para o projeto, é importante planejar e direcionar as metas e etapas a serem cumpridas para atingir os resultados desejados. Incertezas e variações podem ocorrer, caso o projeto não tenha os objetivos definidos. Tais mudanças podem impactar no andamento do projeto e na atuação da equipe, caso os objetivos não estejam bem definidos e fixados na mente do time.

Planejamento de um projeto é a etapa em que se busca maximizar as chances de sucesso na sua execução, através da decomposição da idéia do projeto em pacotes de trabalho. Para isso, é fundamental identificar os requerimentos a serem atendidos e a completa e adequada especificação dos produtos esperados do projeto.

A Análise e Detalhamento das Especificações é portanto, um dos principais fatores de sucesso e desempenho de um empreendimento. Todo o tempo investido no preparo de uma especificação trará dividendos e ganhos durante todo o decorrer do projeto, aumentando a probabilidade de sucesso do mesmo. É fundamental que o gerenciamento de escopo esteja bem integrado com as demais variáveis do projeto, de modo a assegurar o sucesso do trabalho executado, em gerar o produto especificado.

Outro fator de sucesso de um projeto é a combinação das competências dos membros da equipe, as quais devem ser distintas e complementares de modo a otimizar o sucesso do projeto. A melhor opção está em mesclar um pouco de cada estilo de atuação, consolidando uma equipe completa, diversificada e capacitada a alcançar os objetivos propostos pelo projeto.

Risco, probabilidade de insucesso e incerteza são altos no início do projeto. Da mesma forma, o poder dos interessados influenciarem as características finais do produto e o custo final do projeto também são altos no início e reduzem ao longo do projeto progressivamente. É portanto, fundamental que sejam avaliados e estudados os riscos e incertezas inerentes ao projeto, nas etapas iniciais. Dessa forma, é possível aumentar a probabilidade de se obter sucesso e minimizar a ocorrência de barreiras e impecilhos ao alcance dos objetivos estabelecidos.

O sucesso de um projeto requer a participação de todos, mas a gerência tem que estar envolvida e fornecer recursos suficientes para a equipe obter sucesso na sua atuação. É ainda fundamental que o gerente de projetos acompanhe constantemente o andamento do projeto, esteja disponível à sua equipe e registre os resultados alcançados pelo colaborador de forma clara e objetiva, anotando a data da ocorrência e as conseqüências da mesma no projeto.

É necessário ter sempre em mente que a responsabilidade maior pelas realizações da equipe ou pelos resultados obtidos por um projeto sempre será exclusivamente do gerente de projetos. Dessa forma, a gerência deve trabalhar com foco em envolver e comprometer a sua equipe desde o planejamento do projeto, bem como atuar de forma constante e destacada, de modo a aumentar a probabilidade de sucesso do projeto.


3) A Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software
A gestão de projetos de desenvolvimento de software apresenta como fatores críticos de sucesso, além dos critérios anteriormente descritos, o desenvolvimento de habilidades de gestão de pessoas (focado no cliente e na equipe de projetos), e de identificação de necessidades e expectativas implícitas. Dessa forma, é possível identificar de forma completa o escopo a ser contemplado pelo projeto, minimizando possibilidade de surpresas ou imprevistos que impactem nos objetivos estabelecidos para o projeto em questão.

Projetos de desenvolvimento de software se caracterizam pelo seguinte ciclo de vida: (1)Fase de Concepção que engloba a definição dos objetivos do projeto, escopo a ser implementado, envolvidos e responsabilidades; realização do planejamento completo e detalhado de todas as etapas e componentes do projeto.
(2) Fase de Elaboração que incorpora a execução e revisão de alguns itens da fase de concepção, bem como o detalhamento adicional dos planos iniciados na Concepção, com base nos conhecimentos adicionais adquiridos.
(3) Fase de Construção que consiste na implementação propriamente dita do produto a ser gerado pelo projeto. Nessa fase é desenvolvido e testado todo o código do Software conforme o escopo e as regras definidas para o projeto em questão.
(4) Fase de Implantação contempla os processos de homologação do sistema, a partir da disponibilização e implantação do mesmo em ambiente determinado. São ainda apuradas métricas e validadas as funcionalidades do sistema em relação aos objetivos estabelecidos para o mesmo.

Gerir projetos de desenvolvimento de software demanda características genéricas inerentes á gerência de projetos, associadas a requisitos específicos à área de informática. Pode-se portanto, sintetizar o perfil e as responsabilidades do gerente de projetos de desenvolvimento de sistemas da seguinte forma:

(1)Liderança: capacidade de direcionar e alinhar o pessoal, motivar e ajudar a equipe e atuar através do poder de decisão e da influência que detém no sentido de solucionar problemas e minimizar barreiras do projeto;
(2)Comunicação: facilidade de escrever e falar, saber ouvir e atuar como facilitador e integrador do grupo de envolvidos no projeto;
(3)Negociação: capacidade de deliberar com outros envolvidos e responsáveis a fim de chegar a um acordo,
(4)Solução de Problemas: combinação entre definição do problema e tomada de decisão, (5)Influenciador na Organização: habilidade de conseguir que as coisas sejam feitas.
(6)Coordenação e integração das atividades através de áreas multi-disciplinares e multifuncionais;
(7)Administração de conflitos: gerenciamento de conflitos, atuando como facilitador.
(8)Conhecimento do negócio do projeto: ter domínio do negócio a ser implementado no projeto em questão.
(9)Conhecimento Técnico Mínimo das Ferramentas Utilizadas no Desenvolvimento do Sistema.
(10) Conhecimento das expectativas do cliente e da equipe do projeto.


4) Desenvolvimento de Técnicas Específicas de Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software
Para gerir projetos, existem técnicas específicas que podem ser desenvolvidas pelas organizações como forma de tornar a gerência de seus recursos, de sua estrutura ou mesmo de seus projetos mais eficaz. O desenvolvimento de técnicas de gestão de projetos não só viabiliza o sucesso dos projetos realizados pelas organizações, como também possibilita o aprimoramento das ferramentas e conhecimentos de gestão de projetos por parte dos envolvidos, sendo um processo de grande importância para a maturidade da metodologia de gestão nas empresas.

Considerando o contexto da gerência de desenvolvimento de software, existem ferramentas específicas cujo aprimoramento e análise é de grande importância para o monitoramento e controle do projeto como um todo. As principais ferramentas a serem desenvolvidas pela gerência de desenvolvimento de software são aquelas atuantes no sentido de controlar e monitorar custos, tempo, status dos processos e utilização/produtividade dos recursos do projeto. Dessa forma, as ferramentas mais estratégicas a serem desenvolvidas são o cronograma do projeto e o monitoramento dos projetos.

a) Cronograma do Projeto
Através do conceito de quadro de barras, visualiza-se um cronograma, destinado a gerenciar um projeto. Deste cronograma, provêem valiosas informações e as pessoas envolvidas são orientadas para atingir os resultados definidos. Isto pode oferecer para outros projetos, informações e também recursos similares possibilitando o desenvolvimento de projetos planejados.

As informações sobre os custos que o projeto pode gerar deve ser monitorada a fim de servir como parâmetros para planejar futuros projetos com viabilidades financeiras provisionadas. A partir desse cronograma, é possível controlar as informações de custo e tempo despendidos no projeto em relação ao previsto. Adicionalmente, é possível monitorar o grau de utilização e o nível de produtividade dos recursos, bem como o status em que as atividades se encontram.

b) Monitoramento do Processo:
Definir um cronograma requer o conhecimento das datas de início e fim previstos para o projeto, bem como informações de marcos inerentes ao mesmo, como forma de viabilizar o controle do progresso desse projeto, bem como das expectativas inerentes ao desenvolvimento do projeto no futuro. Com base nos prazos e limitações de tempo estabelecidas, é possível realizar a alocação de recursos correspondente, definindo quantidade demandada e perfil adequado, como forma de conjugar a disponibilização de recursos às limitações de prazo existentes.

Esta técnica é importante porque ajuda a identificar gargalos de custo e tempo do projeto, facilitando a identificação das ações a serem tomadas e das necessidades imediatas do projeto, como forma de viabilizar o cumprimento das restrições de orçamento e prazo estabelecidas.


5) O Desafio da Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software
A gestão de projetos de desenvolvimento de software consiste num conjunto de processos estratégicos, que abrangem as diversas áreas e disciplinas de gestão e cuja execução é fundamental para o sucesso dos projetos em questão. O ambiente de desenvolvimento de software se apresenta, na maioria das vezes, povoado de incertezas, riscos e mudanças, o que aumenta a complexidade dos processos de gestão.

A Gestão de Escopo consiste em um dos processos estratégicos a serem cuidadosamente tratados e monitorados, dado o seu posicionamento estratégico diante dos objetivos a serem cumpridos e do sucesso a ser obtido pelo projeto. A gestão de escopo deve considerar as expectativas explícitas e implícitas dos clientes e demais envolvidos e deve abranger um controle apurado do andamento do projeto e das possíveis mudanças inerentes ao escopo definido. A gestão de escopo de um projeto de desenvolvimento de software deve ser um dos primeiros processos a serem realizados, já que a definição do escopo a ser cumprido pelo projeto é uma das principais entradas para o efetivo início do projeto. Essa gestão deve ocorrer ao longo de todo do projeto, através do monitoramento e adequação do escopo.

A Gestão de Tempo corresponde a outro processo de importância estratégica para o sucesso do projeto, o qual integrado à gestão do escopo e dos custos formam a tríade da gestão de projetos. A importância da gestão eficaz do tempo do projeto se refere à necessidade de cumprimento dos objetivos do projeto no prazo previsto e determinado atendendo à restrição de tempo de conclusão imposta. Considerando incertezas e riscos tecnológicos e adversidades inerentes ao ambiente de desenvolvimento de software, o controle constante do tempo das atividades do projeto é fundamental para o sucesso do mesmo.

A Gestão de Custo deve ocorrer ao longo do projeto e deve ser integrada à gestão do tempo, tomando-se como referência o baseline estabelecido para o projeto. Esse processo é de grande importância para o controle e monitoramento dos custos despendidos pelo projeto em relação ao orçamento previsto.

A Gestão de Qualidade consiste num processo que deve ocorrer ao longo do projeto com o intuito de garantir o atendimento aos padrões de qualidade estabelecidos para o produto do desenvolvimento de software. A Gestão da Comunicação consiste num processo estratégico para o projeto de desenvolvimento de software, na medida em que o ambiente característico desse projeto apresenta na maioria dos casos, barreiras de integração e comunicação entre o time do projeto. Dessa forma, é fundamental num projeto de desenvolvimento de software, que o gerente de projetos atue de forma efetiva como integrador e facilitador da comunicação do grupo.

A Gestão de Riscos atua como um dos processos mais estratégicos da gestão de projetos de desenvolvimento de software, dado o alto nível de incertezas característico desse ambiente. Considerando a necessidade da constante identificação dos riscos do projeto, bem como da formulação de um eficaz plano de ações como resposta aos mesmos, é necessário haver um controle apurado dos riscos inerentes aos processos do projeto.

Os recursos humanos envolvidos no projeto também devem ser cuidadosamente geridos, através da gestão das suas expectativas e necessidades em relação ao projeto de desenvolvimento de software. Isso deve ser realizado através da Gestão de RH que atuará na motivação, integração e comprometimento do time em relação aos objetivos do projeto. A Gestão de Aquisições apresentará menor importância no contexto do desenvolvimento de software, tendo atuação apenas nos processos que demandarem contratação de mão de obra adicional para o projeto, ou terceirização de serviços, ou mesmo aquisição de equipamentos para viabilizar o funcionamento do sistema.

O maior desafio do gerente de projetos de desenvolvimento de softwares, portanto, se encontra na conjugação das habilidades de gerir todos os processos acima apresentados, implementando-os de forma eficaz no ambiente turbulento e incerto que caracteriza o desenvolvimento de softwares. Deve-se, portanto, desenvolver constantemente habilidades gerenciais e capacitação suficientes para realizar de forma simultânea os processos definidos e ainda manter foco prioritário no alcance dos objetivos propostos pelo projeto.

6) Conclusão:
A gestão de projetos atua de modo a assegurar o alcance dos objetivos e o cumprimento das metas estabelecidas considerando as restrições de prazo, custo e qualidade, definidas para o produto do projeto em questão. A aplicação da metodologia de gestão de projetos não só acelera o processo de atingimento dos objetivos, como também viabiliza benefícios financeiros e tecnológicos.

A gestão de projetos precisa de pessoas envolvidas e comprometidas com os objetivos do projeto, as quais precisam ter suas opiniões consideradas e analisadas desde a fase de planejamento. É também de grande importância, o entendimento da cultura, estrutura organizacional e tecnologias envolvidas, de modo a viabilizar uma comunicação eficaz entre os vários interessados no projeto.

Deve-se também avaliar outros projetos anteriormente realizados, como forma de se obter destes, as lições aprendidas e incorporar as melhores práticas, as quais irão compor posteriormente a gestão dos conhecimentos da organização. A base de dados de conhecimento de uma organização que realiza a gestão de projetos é fruto de um trabalho progressivo de conhecimento, melhorias e adequações dos processos e métodos de gestão aplicados na sua vida prática. O desenvolvimento da referida base de conhecimentos, assim como o aprimoramento e evolução das técnicas e ferramentas de gestão de projetos são estratégicos para a atuação diferenciada das organizações, assim como para a maturidade e avanço da cultura de gestão das mesmas.

Todas as funções e disciplinas, habilidades e experiências precisam ser devidamente integradas e trabalhadas numa única sinergia da equipe em função dos objetivos do projeto. Uma gestão de projetos eficaz deve se apresentar ainda capacitada a unir os diversos envolvidos em função do projeto, monitorando os processos inerentes e garantindo o cumprimento das metas definidas dentro das restrições de tempo, escopo, qualidade e custo.

Percebe-se, portanto, a importância estratégica da gestão de projetos, como ferramenta de gerenciamento, no sentido de garantir o sucesso das diversas organizações gestoras de projetos. No caso específico das empresas atuantes na gestão de projetos de desenvolvimento de software, a ferramenta em questão se apresenta como premissa para o sucesso dos projetos desempenhados.

Dado o ambiente de grande complexidade e incerteza característico do contexto de desenvolvimento de softwares, é imprescindível, a utilização eficaz da metodologia de gestão de projetos, como forma de minimizar e controlar os riscos e acompanhar o projeto e as suas diversas variáveis, com o intuito de aumentar a probabilidade de sucesso do mesmo. Dessa forma, a utilização da metodologia de gestão de projetos é requisito fundamental para o sucesso da gestão de projetos de desenvolvimento de software, devendo haver uma preocupação e dedicação cada vez maior, por parte das organizações atuantes nessa área no sentido de capacitar seu pessoal, bem como desenvolver e aprimorar as ferramentas e os conhecimentos disponíveis inerentes à gestão de projetos.


7) Bibliografia:
MAXIMIANO, Antonio C. Administração de Projetos São Paulo : Editora Atlas 1997.

PMBOK Guide – 2000 Edition Excerpts

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo