Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

Logística

Logística reversa - II

Luiz Henrique Aquino Campos, José Wilson Fonseca, Marcelo El Abras

Luiz Henrique Aquino Campos - Tecnólogo em Processamento de Dados, Pós Graduado Gestão da Logística pelo IETEC.

José Wilson Fonseca - Engenheiro Eletricista, Pós Graduado em Gestão da Logística pelo IETEC.

Marcelo El Abras - Administrador de Empresas, Pós Graduado em Gestão da Logística pelo IETEC.
 

A) O que é Logística Reversa?

Existem várias definições de Logística Reversa, devidamente documentadas pela literatura especializada:

·Compreende todas as atividades enfocadas na redução, reutilização e reciclagem, ou seja, a gestão e distribuição dos resíduos das embalagens
(SLIJKHUIS, 2000)
· É o conjunto de ações que visa a reutilização de produtos e material (INDERFURTH ET AL, 1999);
·É o conjunto de atividades e habilidades gerenciais logísticas relacionadas à redução, administração e disposição de detritos perigosos ou não, derivados de produtos ou embalagens (GLOSSÁRIO DA LOGÍSTICA, 1998);
·Fluxo de materiais de pós-consumo até a sua reintegração ao ciclo produtivo, na forma de um produto, equivalente ou diverso do produto original, ou retorno do bem usado ao mercado (LEITE, 1998)

Podemos dizer que o conceito de Logística Reversa está em evolução face as novas possibilidades de negócios relacionados ao crescente interesse empresarial e de pesquisas nesta área na última década.

Em resumo, Paulo Roberto Leite (Revista Tecnológica – 06/2000) entende:

·Logística Reversa como a área da Logística Empresarial que planeja, opera e controla o fluxo e as informações logísticas correspondentes, do retorno dos bens de pós-venda e de pós-consumo ao ciclo de negócios ou ao ciclo produtivo, por meio dos canais de distribuição reversos, agregando valores de diversas naturezas econômico, ecológico, legal, logístico de imagem corporativa, entre outros.

B) Quais seus impactos na gestão da logística?

·Cenário atual:
-Concentração da produção
-Extensão das redes de distribuição para atender mercados afastados
-Internacionalização da produção
-Liberalização do transporte
-Legislação ambiental

·Medidas que contribuirão p/ reduzir o impacto negativo das embalagens:
-Eliminar a poluição e o desperdício de recursos de materiais de embalagens
-Reduzir os resíduos na origem dos mesmos
-Utilizar materiais recicláveis
-Reutilizar os materiais, maximizando o nível de rotação
-Implementar sistemas de recuperação
-Reciclar

Exemplos de participação da Logística Reversa na gestão da logística como um todo:

Meio Ambiente:
-FUGITSU:
-Criou um sistema de reciclagem de seus produtos
-Atenção a coleta, reciclagem e a remoção
-Criou um sistema de reciclagem que absorve desde as etapas de desenvolvimento até o descarte
-Consequente revitalização do sistema de distribuição
-Votorantim Celulose e Papel Ltda.
-Reutilização de pacotes de plástico
-Utilização dos pacotes de plástico deteriorizados ou danificados em atividades internas da própria empresa, evitando descarte e consequente poluição do meio ambiente.

Tomra Latasa:
-Projeto piloto de Logística Reversa no RJ, batizado de Replaneta
-Resto de Coleta, de latas de alumínio e garrafas plásticas PET, no estacionamento dos Supermercados Extra do RJ, por intermédio de máquinas (RVM) Reverse Vending Machines.

Replaneta:
-Viabilizou a coleta do PET
-Facilidade p/ acondicionar o material após a coleta eliminando a operação no centro de coleta
-Melhor preço na venda dos produtos
-Impactos na população em relação a imagem do Extra Supermercados
-Cupom de troca aumentou o ticket padrão de compras em torno de 20% a 30%
-Ampliação efetiva na coleta de materiais
-Maior rigor no monitoramento da coleta para avaliar a demanda
-Objetivo da Latasa em relação a Logística Reversa é conseguir ampliar a rede de coletas.

Processos internos de pré e pós venda:

Americanas.com:
-Desempenho favorável das vendas aumentou os desafios logísticos
-Operação era baseada em tempo rápido de entrega num conceito de tempo fixo (entregas em até 7 dias úteis)
-Se a entrega fosse feita em um dia criava-se uma expectativa na cabeça do cliente que todas as entregas eram feitas em um dia (ruído no processo)
-Substituiu-se então a premissa de rapidez por ciclo de pedido e suas variáveis:
-Meio de pacto
-Disponibilidade do produto
-Tempo de processamento do pedido
-Tempo de transporte
-Sai o modelo de velocidade eficaz e modelo de regularidade.
-Para não ocorrer falhas o transporte é fundamental
-O grande desafio daAmericanas.com era baixar o percentual de devoluções de produtos de 5% do volume de vendas
-Criou-se um comitê permanente para avaliar o perfil das devoluções e a partir disso desenvolver uma série de ações preventivas.
-Chegou a conclusão no diagnóstico que deveria melhorar a experiência de compras, ou seja, foi feito uma revisão de todas as etapas do processo desde a navegação e preenchimento de cadastro até a colocação correta do endereço.
-A partir dessas ações preventivas de se antecipar as possíveis devoluções, parou-se de apagar incêndio e passou-se a atacar a causa fundamental.
-As devoluções afetam diretamente o resultado da empresa, diminuindo a receita e sua imagem junto ao consumidor.
-Ocupa área do CD elevando custo de estoque
-Processo demorado, desgastante c/ transações financeiras complexas.
-Mesmo que as despesas de transporte sejam assumidas pelo consumidor os custos da operação para a empresa são elevados.

C)Qual a importância da Logística Reversa p/ a empresa?

Importância da Logística Reversa:

-Redução de custos significativos para a empresa e/ou transferir valor agregado ao consumidor
-Preocupação maior, especialmente com os custos de informação dos sistemas de custo baseados em atividades
-Valorização dos ativos recuperados
-Envolvimento das principais áreas da empresa incluindo produção, MKT, financeiro, logístico, sistema de informações e RH.
-Maior aproveitamento e uso de contenedores retornáveis/reaproveitáveis em viagem de ida.
-Responsabilidade ambiental, funcionários e acionistas sentem-se melhor por estarem associados a uma empresa ambientalmente responsável, resultando em um aumento de produtividade da empresa
-Identificação de processos ineficientes dentro da empresa que não aproveitam completamente os materiais
-Empresas menos agressivas ao meio ambiente conseguem melhores condições nas linhas de crédito, tais como, maior prazo de carência e menores taxas de juros.

D) A Logística reversa está relacionada somente com meio ambiente?

Pode se observar que a cada ano que se passa os clientes ficam mais exigentes, e cresce o número de pessoas com aumento de consciência ecológica. Os clientes esperam que as empresas reduzam os impactos negativos de sua atividade ao meio ambiente. Isto tem gerado ações por parte de algumas empresas que visam comunicar ao público uma imagem de uma empresa que se preocupa com o meio ambiente.

Para que uma empresa possa concorrer com produtos competitivos é necessário buscar o que o cliente quer e também buscar alternativas para reduzir custos, com a logística reversa ele obtém boa parte de materiais de volta para seu fluxo de produção seja através da reciclagem ou reaproveitamento deste material, portanto, conclui-se que além de proteger o meio ambiente a logística reversa bem implantada dá um retorno lucrativo para a empresa, então como muitos pensam está técnica não é apenas para proteger o meio ambiente. A Logística Reversa é comum para uma boa parte das empresas. Por exemplo, fabricantes de bebidas têm que gerenciar todo o retorno de embalagens (garrafas) dos pontos de venda até seus centros de distribuição. As siderúrgicas usam como insumo de produção em grande parte a sucata gerada por seus clientes e para isso usam centros coletores de carga. A indústria de latas de alumínio é notável no seu grande aproveitamento de matéria prima reciclada, tendo desenvolvido meios inovadores na coleta de latas descartadas.

Existem ainda outros setores da indústria onde o processo de gerenciamento da logística reversa é mais recente como na indústria de eletrônicos, varejo e automobilística. Estes setores também têm que lidar com o fluxo de retorno de embalagens, de devoluções de clientes ou do reaproveitamento de materiais para produção.

Este não é nenhum fenômeno novo e exemplos como o do uso de sucata na produção e reciclagem de vidro tem sido praticados há bastante tempo. Por outro lado, tem-se observado que o escopo e a escala das atividades de reciclagem e reaproveitamento de produtos e embalagens tem aumentado consideravelmente nos últimos anos.

Existe uma clara tendência de que a legislação ambiental caminhe no sentido de tornar as empresas cada vez mais responsáveis por todo ciclo de vida de seus produtos. Isto significa ser legalmente responsável pelo seu destino após a entrega dos produtos aos clientes e do impacto que estes produzem no meio ambiente. Além dos impactos previsíveis nos custos devemos considerar os aspectos de imagem da empresa e marcas, e o posicionamento social da empresa como uma cidadã coorporativa.

E)Como projetar um sistema de Logística Reversa?

A implementação de processos logísticos reversos requer a definição de uma infraestrutura logística adequada para lidar com os fluxos de entrada de materiais usados e fluxos de saída de materiais processados. O sucesso da implantação de uma estratégia de logística reversa em qualquer que seja a empresa se apóia em um projeto complexo, pois é preciso capacidade para definir e implantar uma forte integração entre os sistemas e, paralelamente, promover uma ativa participação de parceiros externos. Instalações de processamento e armazenagem e sistemas de transporte devem desenvolvidos para ligar de forma eficiente os pontos de consumo onde os materiais usados devem ser coletados até as instalações onde serão utilizados no futuro.

Questões de escala de movimentação e até mesmo falta de correto planejamento podem levar com que as mesmas instalações usadas no fluxo direto sejam utilizados no fluxo reverso, o que nem sempre é a melhor opção.

Instalações centralizadas dedicadas ao recebimento, separação, armazenagem, processamento, embalagem e expedição de materiais retornados podem ser uma boa solução, desde que haja escala suficiente.

F ) Logística Reversa como elemento de elevação do Nível de Serviço ao Cliente

A satisfação do cliente é indispensável para qualquer empresa que queira sobreviver num mercado tão competitivo como o atual. Entendemos a Logística Reversa como a área da Logística Empresarial que planeja, opera e controla o fluxo e as informações logísticas correspondentes, do retorno dos bens de pós-vendas e de pós-consumo ao ciclo de negócios ou ao ciclo produtivo, por meio dos canais de distribuição reversos agregando-lhe os valores de diversas natureza: econômico, ecológico, legal, logístico, de imagem coorporativo, entre outros, considerando que o nível de serviço logístico é o desempenho oferecido pelos fornecedores aos seus clientes no atendimento dos pedidos. Pode se concluir que se a logística reversa bem implantada tem é um importante elemento para elevação do nível de serviço ao cliente.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo