Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

Gestão de Projetos

O que determina o sucesso de um projeto?

Comunicação Ietec

 

No atual cenário econômico, um projeto não bem-sucedido é sinônimo de prejuízo para a empresa e de oportunidade de mercado para o concorrente.  Para garantir a eficiência e a eficácia de seus projetos, seguir a risca os preceitos do PMBoK só não basta. Outros fatores ainda mais determinantes para o sucesso de um projeto precisam ser considerados pela gerência.
 
Para a diretora de projetos da Promon Engenharia, Patrícia Sibinelli, a excelência da metodologia implica também na minimização burocrática, na melhoria contínua dos processos orientados para o cliente e a integração efetiva dos projetos com os demais processos de negócio da organização.
 
“A existência por si só da metodologia em uma empresa não constitui excelência em seus negócios. É a correta utilização da Gestão de Projetos que garante eficácia aos procedimentos”, garante Sibinelli.
 
Entre os fatores considerados pela direta como críticos de sucesso, ela destaca o posicionamento da empresa frente aos seus valores e crenças. Para Sibinelli, as exigências impostas por cenários de competição acirrada e globalizada, ambientes de intensas e rápidas transformações sociais, econômicas, tecnológicas e culturais são fatores que condicionam a interação da empresa e seu modelo com o mundo.
 
É a cultura da empresa quem dita com qual agilidade os negócios irão se adaptar às mudanças e com qual ritmo eles responderão aos estímulos externos. Uma cultura empresarial que não está alinhada a esses aspectos pode comprometer significativamente a aplicação da metodologia.
 
“A valorização da competência Gerenciamento de Projetos como core, como essencial ao sucesso dos negócios, como valor cultural da empresa, é fundamental para o resultado da gestão de projetos. A crença na metodologia deve permear a alta administração da empresa. Sem isto, não existe gerenciamento de projetos que se sustente”, conclui Sibinelli.
 
A busca pela excelência é o conceito-guia e aspecto diferenciador da Promon. É nesse contexto que, ao longo de seus 47 anos de história, a empresa vem cumprindo uma marcha de contínua evolução em gerenciamento de projetos.
 
“Tendo como referência os fundamentos do Project Management Institute (PMI®), estruturamos um sistema customizado, o Sistema Promon de Gerenciamento, aplicado a todos os seus projetos. Para a gestão do portfólio de projetos, adotamos o Modelo de Excelência em Gestão (MEG®) da Fundação Nacional de Qualidade - FNQ, de forma a garantir que o conjunto de projetos esteja alinhado aos objetivos estratégicos”, explica a diretora.
 
Os fatores críticos de sucesso em gestão de projetos será um dos temas do 11º Seminário Nacional de Gestão de Projetos, que acontece nos próximos dias 25 e 26 de junho, em Belo Horizonte. O encontro busca discutir também as melhores práticas da metodologia promovida por grandes empresas presentes no evento: Atan, Cemig, Comau do Brasil, CPLAN, DuPont, FDC, FITec, Governo de Minas, Magnesita, Michael Page, Módulo, Petrobrás, PMI-MG, Reta Engenharia, Siemens, TOTVs, UFPR, Unimed e Vale.
 
Além da presença da diretora da Promon, Patrícia Sibinelli, o seminário contará com a presença do superintendente de Engenharia e Ampliação da V&M do Brasil, Paulo Roberto Valadares da Silva. Sua forte atuação na implantação de projetos de investimentos na usina Barreiro o tornou uma importante referência em fatores críticos de sucesso em GP.
 
Para Valadares, a efetividade da metodologia começa pela compreensão das necessidades a serem atendidas pelo projeto para que um escopo consistente possa ser definido. A partir daí, prazo e custo podem ser planejados. “A desenvoltura e a capacidade de liderança do gerente de projetos, associadas a uma equipe comprometida e tecnicamente qualificada serão fundamentais para o bom resultados do projeto”, garante.
 
Ainda segundo Valadares, o projeto exige consenso, formação e coordenação de equipes, divisão de responsabilidades, apoio da alta administração e coordenação de fornecedores internos e externos. Ele destaca o papel da estrutura organizacional como fator decisivo de sucesso de um projeto:
 
“A adaptabilidade da estrutura organizacional do projeto ao organograma corporativo, a flexibilidade da equipe e o entendimento cultural do cenário onde o projeto será implantado, além da contextualização do sistema e ferramentas de gestão, serão os principais fatores a serem discutidos no encontro”, afirma o superintendente da V&M.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo