Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Especial

Metodologia PMI a favor dos projetos ambientais

Comunicação Ietec

 

A busca pelo desenvolvimento sustentável já faz parte do planejamento de muitas empresas. Desenvolver estratégias capazes de viabilizar a responsabilidade socioambiental destas organizações é apontado como grande diferencial no mercado atual. Neste cenário, projetos específicos para a área ambiental, capazes de oferecer soluções para empresas, principalmente para aquelas potencialmente poluidoras, tornaram-se relevantes para estas organizações.
 
No entanto, a elaboração de projetos ambientais prescinde de sistematização. Deve-se observar com atenção as fases dos processos e seus conteúdos, as ferramentas e métodos mais apropriados para o sucesso dos projetos a serem executados. Entre as metodologias aplicadas, destaque para o padrão internacional do PMI (Project Management Institute). A organização internacional é reconhecida mundialmente como referência na área de gestão de projetos.
 
Na avaliação do especialista em Planejamento e Finanças pela NYU - USA, consultor em gerenciamento de projetos e instrutor do Ietec, o PMP João Carlos Boyadjian, a aplicação deste padrão garante uma maior eficiência na execução de planejamentos ambientais.
 
“É muito comum profissionais perderem o controle do prazo e do custo de projetos como estes por erro na escolha e na forma como a metodologia é aplicada. Diante destas ocorrências, teremos na mão um produto bem intencionado, mas sem qualidade. Já um projeto focado no padrão PMI permite, desde o início da sua concepção, detectar possíveis falhas. Esta percepção é fundamental para um trabalho de sucesso”, explica.
 
A qualidade dos projetos desenvolvidos pela Petrobras pode ser apontada como o fator decisivo que levou a empresa nacional a integrar o Dow Jones Sustainability Index (DJSI), índice mundial que leva em consideração a performance financeira e a responsabilidade ambiental e social das companhias.
 
Entre os diversos projetos ambientais desenvolvidos pela Petrobras, destaca-se o Programa Petrobras Ambiental que apóia iniciativas alinhadas à gestão dos recursos hídricos e à biodiversidade, com investimentos de aproximadamente R$ 50 milhões.
 
“Para alcançar a excelência em projetos como este, é importante saber como realizá-los. Para isso, é importante utilizar as metodologias adequadas para seu pleno funcionamento”, afirma o gerente de responsabilidade social da Petrobras, Luiz Fernando Nery.
 
Não se pode perder de vista que vivemos um período de forte expansão econômica que obriga as empresas a investirem na ampliação de sua produção. Grande parte deste crescimento precisa vir acompanhado de projetos ambientais que garantam o princípio de sustentabilidade nos negócios.
 
Em 2007, a Rio Paracatu anunciou um aumento de 50% na sua capacidade de processamento, chegando a 30 milhões de toneladas de minério por ano. “Todo o nosso planejamento de expansão precisou incluir um detalhamento ambiental específico. Nosso negócio precisa estar dentro da lei, com todo o respeito ao meio ambiente e dentro da maior transparência com a comunidade”, garante o gerente geral da Rio Paracatu, Vitor Hugo Souza Belo.
 
Para o gerente de projetos e instrutor do Ietec, o PMP Ivo Michalick, a eficiência da metodologia de gerenciamento de projetos reside em quatro princípios básicos: “O planejamento, a execução, a verificação e, finalmente, a correção. Seguindo este ciclo, os objetivos de um projeto certamente serão alcançados”, garante. 

 

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo