Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Especial

Certificação PMP: diferencial para profissionais e empresas

Comunicação Ietec

 

A importância de uma certificação na área de gerenciamento de projetos é uma discussão freqüente entre profissionais do setor. Além de garantir a empregabilidade, a certificação funciona como uma comprovação de que o profissional tem habilidades técnicas para atuar como gerente de projetos.

Entre as certificações existentes, destaca-se o Project Management Professional – PMP, considerada a quarta mais importante certificação profissional do mundo. Desde 1984, o Project Management Institute - PMI mantém um rigoroso programa de certificação PMP.

O objetivo do programa é desenvolver a profissão de gerente de projetos e reconhecer os profissionais qualificados na área de gerenciamento de projetos. “A certificação PMP é a credencial internacional com maior reconhecimento para profissionais que trabalham com gerenciamento de projetos”, afirma o vice-presidente de Certificação e Estudos Técnicos do PMI-MG, o MSc, PMP Ivo Michalick.

No que se referem aos benefícios profissionais, Michalick, que também é coordenador do curso Preparatório para Exame PMP do Ietec, destaca o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela  equipe de projetos, a empregabilidade, o networking e o reconhecimento internacional: “A credencial PMP é um importante diferencial competitivo e que cada vez mais é valorizada pelo mercado de trabalho”.

Ione Romualdo Silva, consultora da área de TI da Datamec, é exemplo de profissional que se prepara para a obtenção da certificação: “Garantir a certificação PMP é se credenciar como profissional preparado para desenvolver as melhores práticas de gerenciamento na empresa”, explica a consultora que já possui no currículo a certificação ITIL.

No caso específico da área de TI, um dos segmentos que mais investem na metodologia de projetos, não bastam mais as certificações técnicas. Empresas que possuem profissionais PMP´s possuem um forte diferencial no mercado: “É importante que as organizações disponham de colaboradores capazes de se orientar para os melhores resultados e que desenvolvam projetos com segurança”, completa a consultora.

Para as empresas, a certificação PMP significa mais que profissionais capacitados. Tornou-se pré-requisito para um cenário altamente competitivo. Dados sobre o valor da certificação extraídos do documento PMI´s Executive Survey on Project Management Study mostra que, em 2004, 26% dos executivos pesquisados informaram que utilizam gerentes de projetos treinados e certificados na liderança de novos projetos. Um ano depois, este percentual saltou para 40%.

A versão 2005 da pesquisa mostra ainda que 61% dos executivos pesquisados já consideravam a certificação PMP “útil” ou “muito útil”. A coerência dos dados pode ser observada hoje. Pesquisa Ietec realizada durante o 11º Seminário Nacional de Gestão de Projetos mostra que 70% das empresas pretendem investir na capacitação de seus profissionais. Sinal de que a metodologia e a sua posterior certificação são vistos como estratégicos para a eficiência e uma forte tendência nos negócios.

“As empresas que possuem profissionais certificados contam com uma série de diferenciais, entre eles a maior qualidade e efetividade no gerenciamento de projetos, responsáveis pela redução de custos decorrentes desta melhoria”, garante Michalick.

Certificação PMP no Brasil e no mundo

Em 1984, o PMI já contabilizava o número de 40 profissionais certificados PMP. Ao longo dos anos, observou-se crescente adesão dos profissionais à certificação. Passados 10 anos, já eram 4.500 profissionais certificados. Em 2004, 100 mil e, em 2008, o PMI já contabiliza 260 mil PMP´s no mundo. No Brasil, os profissionais certificados já somam 5,7 mil, de acordo com o levantamento do capítulo São Paulo do PMI.

O processo de obtenção da certificação PMP não é fácil. Exige do professional dedicação e muito estudo. O curso Preparatório para o Exame PMP do Ietec é um grande auxiliar na busca da certificação, mas não garante sozinho o sucesso.

Além da preparação, o profissional precisa ter 4,5 mil horas de experiência ou 36 meses em gerenciamento de projetos. Profissionais sem diploma de nível superior devem contar com 7,5 mil horas ou 60 meses de experiência na área. O PMI também exige 35 horas de treinamento na área.

Treinamento este que pode gerar dois importantes resultados ao profissional. Primeiro, claro, se refere à busca pela certificação. O segundo, não menos importante, à melhoria na performance profissional: “Um curso como o preparatório para o PMP garantiu para mim uma análise mais bem apurada no comprometimento de um projeto. Hoje, sei avaliar os riscos e todas as demais probabilidades possíveis que podem influir no resultado do meu trabalho”, garante o diretor da Comap Construções Metálicas, Adilson Barbosa.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo