Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Meio Ambiente

Empresa verde é empresa inteligente

Comunicação Ietec

Desenvolver tecnologias e novas estratégias que garantam o crescimento econômico aliado à promoção do desenvolvimento sustentável é uma realidade no atual mercado. Empresas sabem que a produção, a competitividade, os lucros e a satisfação do cliente devem estar em sintonia com o respeito pelo meio ambiente.

Na opinião de Dennis Kinlaw, autor do livro Empresa Competitiva e Ecológica, “as empresas que criam as bases mais sólidas para o futuro são aquelas que vêem o meio ambiente como o seu mais indispensável fornecedor e o seu mais valioso cliente”.

Dennis Kinlaw afirma que as empresas contam hoje com uma série de alternativas capazes de garantir o bom andamento de seu desempenho sustentável. Mas destaca o importante (e decisivo) papel das políticas de redução de resíduos industriais.

Os estados de Minas Gerais, Acre, Ceará, Goiânia, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo geram, anualmente, 86 milhões de toneladas de resíduos sólidos industriais (RSI).

Os paulistas encabeçam a lista: 27 toneladas de RSI. Em seguida, vem o Estado do Paraná (15.740) e Minas Gerais (15.165). Os números são da Associação Brasileira de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), entidade que atua, integra e discute as questões relacionadas aos resíduos sólidos no país.

Reverter este quadro é, portanto, um dos objetivos da indústria. Para o mestre em Ciências, professor do ITA e instrutor do Ietec, Fernando Sodré, uma das soluções pode ser a capacitação profissional e o desenvolvimento de estratégias de Gestão Ambiental eficientes:

“Atualmente, uma indústria só terá perspectivas de crescimento se atender às exigências das leis, regulamentos e normas ambientais e a capacitação profissional merece ser destacada entre as ações a serem desenvolvidas pelas organizações”, afirma Sodré.

Esta é também a opinião do gerente-geral de sustentabilidade da AngloGold Ashanti, José Margalith: “O novo profissional envolvido com a área ambiental necessita ter coerência entre o seu discurso e a sua prática. Precisa ser uma pessoal atualizada e com capacidade inovadora. O desenvolvimento de tecnologias que garantam uma produção mais limpa é a grande demanda das indústrias hoje”.

O gerente de operações da Essencis Soluções Ambientais, Edmilson Braga, sabe da importância da sua atuação para o desenvolvimento sustentável da sua empresa. Por isto, investe no conhecimento: “Treinamentos, leitura, networking são alguns dos diferenciais do profissional envolvido com as questões sustentáveis da empresa. Quando falamos em sustentabilidade, não podemos esquecer que pequenas atitudes fazem toda a diferença”.
 

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo