Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

Gestão

Produção mais limpa

João Marques Paiva

Gerente de Operações da Rufollo Empresa de  Serviços Técnicos e Construções

Banas Ambiental

O crescimento industrial do século XX, marcado pelo uso livre da natureza, sem maiores preocupações com a proteção e preservação do meio ambiente, nos trouxe o desequilíbrio planetário, o sofrimento humano e futuros gastos com providências para restabelecermos os danos.

O aumento excessivo do consumo e a pressão para produção de produtos e serviços fizeram com que resíduos fossem amontoados do lado de fora das indústrias, restaurantes, hotéis e residências. Controlar os malefícios que esses desperdícios causam ao meio ambiente tornou-se um difícil desafio.

Quando se diz desperdícios é porque todos estes resíduos, sejam eles sólidos líquidos ou emissões gasosas, significam matéria prima que foram desperdiçadas nas etapas de produção e que alem de prejuízos econômicos acarretam conseqüência desastrosa e, muitas, irreparáveis em nosso ambiente natural.

Atualmente, mais do que nunca, é fundamental que deixe de lado velhas práticas e formas viciadas de produção, pois não temos como ignorar os limites de capacidade de suporte do nosso Planeta, já bastante comprometido pelas ações humanas. O ideal é um comportamento produtivo que aproveita o máximo as matérias-primas utilizadas no processo, para evitar a geração dos resíduos durante a produção.

Maneiras erradas de conduzir determinados processos produtivos, além de causar um desequilíbrio ambiental que põe em risco a saúde humana, resultam em enorme prejuízo econômico e produtivo para as empresas.

Uma Produção Mais Limpa é parte integrante da gestão ambiental, que consiste em observar como um processo de produção está sendo realizado, detectar em quais etapas desse processo as matérias-primas estão sendo desperdiçadas, o que permite melhorar seu aproveitamento e diminuir ou impedir a geração do resíduo.

Isto faz com que produzir de forma mais limpa seja basicamente, uma ação econômica e lucrativa, um instrumento importante para conquistar o desenvolvimento sustentável, manter-se competitivo e compatível com a legislação ambiental vigente.

Junto da produção mais limpa, as tecnologias mais limpas são importantes ferramentas do desenvolvimento sustentável e está ocupando, com certeza, o mercado de tecnologia do futuro. A geração e adoção de tecnologia que sejam baseadas na compatibilidade com o meio ambiente e que atendam a demanda nos diversos setores, permite que as empresas se tornem mais eficientes, econômicas e ambientalmente corretas.

No entanto as empresas caminham para o desenvolvimento sustentável não apenas pelo seu beneficio ambiental, mas, principalmente, pela sua razão econômica. É do interesse do empresário utilizar tecnologia mais eficiente, que poupe mais matéria prima, que recicle os resíduos da empresa. Isto é, uma empresa é competitiva quando sabe produzir de forma economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente compatível.
 

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo