Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

Viabilidade Econômica em Projetos

Avaliação correta de investimentos pode reduzir os riscos do seu projeto

Comunicação Ietec

Definir métodos de análise na busca pela viabilização de projetos. Esta é a missão de um grupo restrito de especialistas que, constantemente, estão tomando decisões sobre quais projetos receberão investimentos. Porém, muitas destas empresas esbarram na precariedade da metodologia adotada para este fim.

Esta é a opinião do mestre em Administração e especialista em finanças corporativas pela Wharton School, Breno de Campos. Para ele, o desconhecimento dos métodos mais sofisticados de análise é um dos entraves na tomada de decisões.

“O descaso com as análises e projeções financeiras de um projeto é mais comum do que se imagina. Existe um desconhecimento por parte dos gestores quanto aos métodos de análises mais modernos que englobam estatísticas e matemática financeira. Quando a avaliação financeira é imprecisa, com freqüência projetos precisam ser interrompidos e isto gera custos para as empresas”, explica Campos, que também é instrutor do Ietec.

A crise na econômica norte-americana é exemplo de que o conhecimento de projeções e riscos financeiros são cada vez mais necessários em uma avaliação econômico-financeira de projetos.

A avaliação econômico-financeira de projetos e a análise de riscos foram um dos temas do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos, evento promovido pelo Ietec, em julho deste ano. A gerente da Verano Belo Horizonte,  Joyce Gomes de Morais, palestrante do encontro, afirma a viabilidade financeira não deveria ser um recurso priorizado exclusivamente por gerentes e analistas de projetos. Para ela, esta viabilidade deve estar contextualizada em cenários prováveis de riscos. “Enquanto não houver essa necessidade de amplitude de análise continuaremos errando e projetos dando errado porque não consideramos o ambiente macroeconômico”, afirma a gerente.

Esta é também a opinião do pós-graduado em Gestão de Projetos pelo Ietec e Gerente Geral de Projetos Especiais da Votorantim no Peru, Paschoal Cataldi que cita a atual crise econômica mundial para fazer um alerta: “A crise está trazendo para as empresas uma nova visão mais profissional, mais técnica, que exige que se empregue a cada dia técnicas melhores para garantir os resultados. Para mim, isto é irreversível”.

Para o analista da Copasa, Marcondes Gomes de Paula, saber onde e como investir exige cada vez mais preparo por parte do gestor: “O conhecimento referente à viabilidade econômica de um projeto é cada vez mais um diferencial na tomada de decisões para qualquer empresa, seja ela uma grande ou uma pequena organização”, ressalta.

Apesar de toda a metodologia disponível hoje às organizações para a correta avaliação financeira de projetos e análise de riscos, é importante saber que quem toma as decisões sobre os projetos ainda são as pessoas. Em um ambiente de negócio, compete à elas utilizar o conhecimento no comando das decisões. Neste aspecto, a atualização deve ser sempre um referencial.
 

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo